Como as mulheres negras se tornam duplamente vítimas da violência no Brasil

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Universa | 15/09/2020 | Por Helaine Martins)

Eram cerca de 22h40 quando a estudante Elitânia de Souza da Hora, 25, saía do campus da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, em Cachoeira, a 120 km de Salvador. Surpreendida pelo ex-companheiro, foi atingida por três tiros disparados por ele. Chegou a ser levada para o hospital, mas morreu. Dois dias depois, Alexandre Passos Silva Góes teve o mandado de prisão por feminicídio decretado pela Justiça e foi encaminhado para o presídio regional de Feira de Santana, onde ainda aguarda o julgamento.

Compartilhar: