A culpa não é do futebol, é do machismo, por Valeria Scarance

170
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Papo de Mãe | 03/02/2021 | Por Valeria Scarance)

Futebol, masculinidades e violência caminharam juntos desde sempre. Em campo, há jogadas truculentas, pênaltis, faltas, cartões vermelhos. Nas ruas, há duelos entre torcidas que resultam em destruição e morte. Em casa, há relatos de violência contra mulheres.

No dia 31 de janeiro, mais um retrato dessa violência: em São Paulo um empresário matou a esposa com inúmeras facadas porque se irritou quando ela, palmeirense, comemorou a conquista da Copa Libertadores.

Além de causar indignação, o fato traz uma reflexão: em que medida jogos de futebol aumentam o risco de morte para mulheres?

Acesse o artigo completo no site de origem.

 

Compartilhar: