Feminicídios crescem 16% no período de maior isolamento social no Brasil

174
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Pedidos de ajuda ao 180 relacionados à violência doméstica também cresceram 36% de março a junho, na comparação com igual período de 2019; por outro lado, registros de ocorrências de crimes diminuíram, evidenciando as dificuldades das mulheres para denunciar seus agressores

(Celina/O Globo | 09/12/2020 | Por Leda Antunes)

Durante os meses de maior isolamento social devido à pandemia de Covid-19, entre março e junho de 2020, houve um aumento de 16% no número de feminicídios no Brasil, em comparação a igual período do ano anterior. Segundo dados levantados pela plataforma EVA, do Instituto Igarapé, o número de chamadas ao Ligue 180 relacionadas à violência doméstica também subiu 36% na mesma comparação.

Por outro lado, o registro de crimes relacionados à violência contra mulheres de março a junho de 2020, em comparação ao mesmo período em 2019, apresentou quedas significativas nos 18 estados que forneceram seus dados ao instituto: as denúncias de ameaça registradas caíram 24% e de lesão corporal dolosa e estupro recuaram 26%.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: