Um vírus e duas guerras: feminicídios aumentam durante quarentena no Rio Grande do Sul

375
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Monitoramento nacional feito pelo Portal Catarinas, em parceria com outras mídias independentes, revela que RS é o 4º Estado do Brasil com mais feminicídios entre janeiro e abril de 2020

(Catarinas | 18/06/2020 | Por Inara Fonseca)

“Maria Elizabeth era uma mulher forte e determinada e pelos poucos meses que esteve à frente da AGERGS, teve uma grandiosa e significante passagem com determinação e muitos planos de efetividade para a Agência e para o Estado do Rio Grande do Sul”, diz a nota de pesar emitida pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (AGERGS).

[…] Maria Elizabeth é uma das 21 mulheres que tiveram o feminicídio consumado no Rio Grande do Sul, durante o período de isolamento em decorrência da pandemia de Covid-19. Entre os meses de março e abril de 2020, o Estado teve um aumento de 23,5% da mortalidade de mulheres em comparação ao mesmo período no ano de 2019. Se comparado aos quatros primeiros meses de 2019, o Rio Grande do Sul teve um aumento de 71% dos casos de feminicídio em 2020. Enquanto em janeiro, fevereiro, março e abril de 2019 foram 21 casos; em 2020 foram 36. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP/RS).

Acesse a reportagem completa no site de origem.

Compartilhar: