Lei do Feminicídio e importância da perspectiva de gênero são destaques da IX Jornada Lei Maria da Penha

885
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Portal Compromisso e Atitude, 13/08/2015) Visibilizar e reconhecer as relações de poder desiguais entre homens e mulheres e o contexto discriminatório que permeia a violência doméstica e familiar é essencial para garantir Justiça no País e evitar que o ciclo de violência chegue ao extremo do assassinato. Diante desta constatação, o debate sobre o feminicídio, recém tipificado no Código Penal brasileiro, e a importância da perspectiva de gênero para investigar e até mesmo impedir mortes que poderiam ser evitadas ganharam destaque na IX Jornada Lei Maria da Penha.

Em sua 9ª edição, o evento que acompanha o aniversário da Lei 11.340/2006 – aconteceu nos dias 10 e 11 de agosto na Escola Paulista de Magistratura (EPM), em São Paulo, promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O Portal Compromisso e Atitude acompanhou a IX Jornada Lei Maria Penha. Confira a cobertura:

>> Carta da IX Jornada Lei Maria da penha propõe plano do judiciário para o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher

>> Feminicídio: preconceitos agem como barreira para impedir mortes anunciadas, aponta IX Jornada Lei Maria da Penha

>> Coordenarias das Mulheres de todo o Brasil debatem caminhos para garantir efetividade da Lei Maria da Penha

Leia a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Lei do Feminicídio e importância da perspectiva de gênero são destaques da IX Jornada Lei Maria da Penha

Compartilhar: