Campanha polêmica na Espanha: ‘Menina com pênis e menino com vagina’

1513
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Cartazes de conscientização foram criados por uma associação de familiares de crianças transexuais

(Veja.com, 17/01/2017 – acesse no site de origem)

Um cartaz que circulou em paradas de ônibus nas regiões de País Basco e Navarra, na Espanha, causou polêmica ao usar um desenho de quatro crianças nuas com a frase “há meninas com pênis e meninos com vagina”. Os 150 pôsteres foram expostos em paradas de ônibus e metrô no início mês de janeiro, por iniciativa do grupo Chrysallis, uma associação de famílias de menores transexuais.

chrysalliscartaz

De acordo com a organização, o objetivo da campanha é retratar a realidade de crianças que não se identificam com seu gênero biológico. O cartaz também conta com um texto de alerta, apontando que “a taxa de suicídio entre adultos transexuais a quem se negou sua identidade na infância é de 41%”.

Segundo a rede BBC, alguns pôsteres foram vandalizados nas ruas e uma petição online para pôr fim a campanha recebeu 10.000 assinaturas. O abaixo-assinado foi criado pelo Centro Jurídico Tomás Moro, um grupo de “defesa dos direitos humanos”, que alega que a campanha é mentirosa e incentiva a hipersexualização de crianças. Apesar do pedido a autoridades locais para que fossem retirados, os cartazes ficaram expostos entre o dia 10 e 16 de janeiro sem qualquer interferência de órgãos públicos.

Em resposta às críticas nas redes sociais, a Chrysallis publicou uma declaração em seu site, na qual afirma que “a visibilidade é fundamental para que a sociedade tenha conhecimento, respeite e acompanhe” a realidade de crianças transexuais. Segundo o grupo, aqueles que vandalizaram cartazes também foram contra a liberdade de expressão.

Compartilhar: