23/12/2013 – Subcomissão da Câmara sugere reorganização da rede de atenção a mulheres vítimas de violência

397
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Agência Câmara) Deputados da Comissão de Seguridade Social constataram problemas graves em diversos estados e destinaram R$ 200 milhões no Orçamento de 2014 para capacitar profissionais que atendem mulheres agredidas no SUS.

A subcomissão especial que debateu a violência contra a mulher quer reorganizar a rede de atenção a mulheres vítimas de violência com a criação de delegacias especializadas e a capacitação de profissionais. O grupo, vinculado à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, procurou realizar um trabalho complementar ao da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher, que encerrou suas atividades em agosto. A subcomissão foi a seis estados da federação que não foram visitados pela CPMI: Mato Grosso, Piauí, Tocantins, Rondônia, Amapá e São Paulo.

O relatório da subcomissão faz 50 recomendações específicas para os gestores estaduais, e a Comissão de Seguridade Social destinou R$ 200 milhões no Orçamento de 2014 com o objetivo de capacitar profissionais que atendam as vítimas de violência no Sistema Único de Saúde (SUS), “para reorganizar a rede de atendimento, fazer com que a rede se comunique e com que as pessoas saibam aonde ir em caso de violência”, conforme explica Rosane Ferreira.

Acesse essa notícia na íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Subcomissão da Câmara sugere reorganização da rede de atenção a mulheres vítimas de violência (Compromisso e Atitude – 23/12/2013)

Compartilhar: