‘TV Folha’ debate cultura do estupro e culpabilização da vítima

1056
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

“A mulher que usa roupas provocativas não pode reclamar se for estuprada.” A frase é alvo de concordância de um a cada três brasileiros, segundo recente pesquisa Datafolha encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

(Folha de S.Paulo, 27/09/2016 – acesse no site de origem)

Mesmo entre as mulheres, 30% concorda com este raciocínio, que culpa a vítima pela violência sexual sofrida.

No Brasil, uma mulher é estuprada a cada 11 minutos, segundo registros oficiais, totalizando quase 50 mil crimes do tipo ao ano. Estimativas apontam, no entanto, que apenas 10% dessas agressões sexuais sejam registradas, o que sugere uma cifra oculta de até 500 mil estupros anuais.

Para debater o assunto, a “TV Folha” recebe o doutor em ciências sociais e professor da FESPSP Paulo Niccoli Ramirez, e via Skype, do Rio, a cientista social e criadora do “Desabafa” Cris Lustosa. A mesa é comandada pela repórter especial Ana Estela de Sousa Pinto.

Compartilhar: