Os 13 Porquês: meu corpo não é público! Assédio é crime

Compartilhar:
image_pdfPDF

Em um dos episódios de 13 Reasons Why – Os 13 Porquês, série de TV – a personagem Hannah Baker teve uma parte íntima apalpada, sem permissão, por um colega de escola. Isto é uma violação de direitos e caso a vítima precise de auxílio jurídico ela pode recorrer à Defensoria Pública do Distrito Federal.

(Portal Defensoria DF – Acesse o site de origem)

abuso-no-onibus-825x550
Vítimas de violações podem encontrar auxílio no Núcleo de Defesa da Mulher

Relatos de abusos, infelizmente, são comuns. Maísa*, 19 anos, se deparou com a violação no corpo dela quando tinha apenas 13 anos. “Eu estava em um ônibus para uma região administrativa do DF e na hora de sair do transporte público virou um amontoado de pessoas. Eu só senti alguém segurando o meu seio, acariciando e depois apertando. Eu travei, não consegui reagir”, lembra.

A defensora pública e coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher, Dulcielly Nóbrega, explica que por muitos anos mulheres sofrem diversos tipos de assédios e alerta para importância da denúncia. “A cantada na rua, muitas vezes grosseiras, na verdade é uma apropriação do espaço público da mulher e pode caracterizar uma situação abusiva. A mulher não tem tranquilidade ao andar na rua, ela tem medo de ser estuprada. Quem se sentir ameaçada ou for violada precisa fazer a ocorrência policial”.

O Núcleo de Defesa da Mulher atua no Fórum José Júlio Leal Fagundes – Setor de Múltiplas Atividades Sul, Trecho 3, Lotes 4/6, Bloco 4 e, também, na Casa da Mulher Brasileira, onde recebe mulheres vítimas de qualquer violência. Neste segundo, elas encontram a Delegacia da Mulher, a Defensoria Pública, dentre outros órgãos de defesa, além do acolhimento psicossocial. Para mais informações, entre em contato no (61) 2196-4463.

*usado nome fictício para preservar a identidade da vítima

Franciele Bessa

da Assessoria de Comunicação

Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Compartilhar: