Para entidades feministas, Manual Universa será aliado contra o feminicídio

Compartilhar:
image_pdfPDF

O jornalismo tem papel essencial no combate à violência contra a mulher – especialmente no Brasil, 5º país no ranking de casos de feminicídio feito pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH). Além de encorajar vítimas a denunciarem, notícias sobre esse tema têm o poder de mobilizar a sociedade, fazendo com que os olhares coletivos se voltem a um assunto tão urgente quanto o combate à violência de gênero.

(Universa/UOL | 25/11/2020 | Por Camila Brandalise)

O jornalismo tem papel essencial no combate à violência contra a mulher – especialmente no Brasil, 5º país no ranking de casos de feminicídio feito pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH). Além de encorajar vítimas a denunciarem, notícias sobre esse tema têm o poder de mobilizar a sociedade, fazendo com que os olhares coletivos se voltem a um assunto tão urgente quanto o combate à violência de gênero.

Ainda assim, sabemos que podemos melhorar – especialmente no tratamento que a imprensa concede às vítimas e familiares de mulheres que sofrem com essa violência. Pensando nisso, formulamos o “Manual Universa para Jornalistas: Boas Práticas na Cobertura da Violência Contra a Mulher”, que você pode baixar aqui.
Compartilhar: