Pesquisa mostra que 92% das mulheres casadas no Egito sofreram ablação

834
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(EFE, 11/05/2015) Este número representa uma redução de mais de 3% com relação à pesquisa anterior, que foi realizada em 2008, quando a porcentagem de mulheres casadas de entre 15 e 49 anos que sofreram com a ablação (mutilação genital feminina) alcançou 95,2%. A pesquisa de 2015, realizada por várias instituições nacionais e estrangeiras para o Ministério egípcio de Saúde, mostra também que esta prática está mais estendida entre as mulheres procedentes do meio rural (95%) do que do meio urbano (86%).

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Pesquisa mostra que 92% das mulheres casadas no Egito sofreram ablação (EFE, 11/05/2015)

Compartilhar: