Políticas públicas podem ajudar a reeducar agressores de mulheres, dizem especialistas

690
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Senado Notícias, 01/12/2015) Senadores e integrantes do Ministério Público, do Judiciário e de programas públicos contra a violência doméstica acreditam ser possível a reeducação dos homens agressores. Eles debateram o tema em audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta terça-feira (1º) e concluíram que, embora seja um desafio, a mudança é possível desde que haja políticas públicas específicas. Os expositores da audiência trouxeram exemplos de ações que estão sendo feitas em alguns estados do país e que têm obtido sucesso. A partir da educação e reflexão em grupos, grande parte dos homens que agrediram mulheres e foram processados pela Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) está deixando de reincidir na prática da violência. De acordo com os palestrantes, o trabalho com os agressores é importante também e não deixa de ser uma política de proteção às mulheres.

Acesse no site de origem: Políticas públicas podem ajudar a reeducar agressores de mulheres, dizem especialistas (Senado Notícias, 01/12/2015)

Compartilhar: