Ônibus do ‘Mulher, Viver sem Violência’ chegam a mil atendimentos em todo país

1257
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(SPM-PR, 15/05/2014) As unidades móveis, doados aos Estados e ao Distrito Federal pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), realizaram cerca de mil atendimentos e mobilizaram seis mil pessoas, desde o final de 2013. Os 53 veículos já entregues estão levando políticas públicas de gênero ao interior do Brasil.

Mulheres usufruem de serviços como atendimentos psicológico, social e jurídico. Foto: Tainan Pimentel/SPM

Mulheres usufruem de serviços como atendimentos psicológico, social e jurídico. Foto: Tainan Pimentel/SPM

Os dados foram revelados pela secretária de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres da SPM, Aparecida Gonçalves, durante participação no programa Brasil em Pauta, produzido pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República em parceria com a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), nessa quarta-feira (14/05). O tema tratado pelo programa com jornalistas de rádios de vários Estados foi o balanço do Ligue 180.

Os ônibus fazem parte do programa ‘Mulher, Viver sem Violência’ da SPM e circulam nas áreas rurais, levando serviços de segurança pública e de justiça previstos pela Lei Maria da Penha. O atendimento não se restringe aos casos de violência contra a mulher, abrange também informações sobre a legislação, direitos, autonomia econômica e oficinas sobre termas relacionados à questão de gênero.

Entregas continuam – Na quarta-feira (14), técnicos da Secretaria de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres entregam duas unidades móveis ao governo de Tocantins. Elas são equipadas com duas salas de atendimento, netbooks com roteador e pontos de internet, impressoras multifuncionais, geradores de energia, ar condicionado, projetor externo para telão, toldo, 50 cadeiras, copa e banheiro adaptados para a acessibilidade de pessoas com deficiência.

Aparecida Gonçalves defende a ampliação dos serviços especializados para que o combate à violência contra a mulher possa avançar. “As mulheres, além de sofrerem agressões rotineiras, são ameaçadas e, por isso, têm medo de fazer denúncias”. Por esse motivo, acrescentou, elas precisam ser atendidas pelo serviço especializado. “Os municípios precisam estar preparados para esse trabalho”.

A rede de atendimento à mulher conta com 1.000 serviços especializados no Brasil. A meta da SPM é estender a rede para 10% dos municípios. As unidades móveis e o Ligue 180 – agora disque-denúncia –, eixos do ‘Mulher, Viver sem Violência’, contribuem para que a mulher seja atendida de forma adequada.

Comunicação Social
Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM
Presidência da República – PR

Acesse o site de origem: Programa ‘Mulher, Viver sem Violência’ realiza mil atendimentos em todo país

 

 

Compartilhar: