Governo de SP lança campanha contra o racismo

689
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Brasil 247, 16/04/2015) Parceria entre o governo Geraldo Alckmin (PSDB) e a Federação Paulista de Futebol, iniciativa tem por objetivo conscientizar a população de que discriminação é crime; “São Paulo é terra cosmopolita, da miscigenação, multicultural, multirracial, do entendimento, então nós temos o dever de dar o exemplo para o Brasil”, discursou o governador, em uma de suas primeiras agendas públicas após a morte do filho Thomaz

O governo paulista lançou nesta quinta-feira uma campanha para reforçar o combate à discriminação no futebol. A iniciativa é uma parceria do Estado com a Federação Paulista de Futebol e concebido pela Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena, da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania.

A campanha “São Paulo contra o racismo” tem o objetivo de conscientizar a população de que qualquer forma de discriminação é crime. O Estado de São Paulo é o primeiro a ter uma legislação (Lei 14.187/10) que pune administrativamente a discriminação por raça ou cor.

“Hoje começa uma grande campanha contra o racismo no esporte. Quero agradecer a Federação Paulista, aos principais times de São Paulo, aos nossos atletas, nossos jogadores, aos comunicadores. São Paulo é terra cosmopolita, da miscigenação, multicultural, multirracial, do entendimento, então nós temos o dever de dar o exemplo para o Brasil”, disse o governador Geraldo Alckmin durante o lançamento da campanha.

Ex-jogadores de futebol consagrados marcaram presença no lançamento da campanha, que aconteceu no Palácio dos Bandeirantes. Entre eles estavam Wladimir, ex-atleta do Corinthians. “Essa campanha vai mexer com a sensibilidade das pessoas. É um absurdo em pleno século 21 vivermos situações de preconceito racial”, comentou. Para o ex-preparador da seleção brasileira, Moraci Sant’anna, a campanha veio em boa hora, pois “está havendo em alguns jogos atos de racismo”.

Ações no Campeonato Paulista

Na entrada dos dois jogos da final do Campeonato Paulista, um cartão vermelho será distribuído ao público para ser usado durante as partidas. Na parte da frente, o cartão exibirá o logo da campanha e a hashtag #SPContraoRacismo. No verso, haverá uma explicação e um texto voltado ao torcedor para que ele também faça parte desse time e dê um cartão vermelho para o racismo. O locutor nos estádios convidará a todos a erguerem o cartão em sinal de apoio à campanha, em diversos momentos das partidas. No total, 80 mil cartões vermelhos serão entregues aos torcedores para que combatam diariamente o preconceito.

Antes dos jogos da grande final, a campanha já poderá ser vista nas duas partidas semifinais do Campeonato Pualista neste domingo, 19. Os jogadores dos quatro times semifinalistas entrarão em campo vestindo a camiseta da campanha, com a estampa “São Paulo contra o racismo”. O logo também estará presente na bola dos jogos, na camisa dos árbitros e nas braçadeiras dos capitães, com o apoio da Penalty, parceira da FPF. O placar eletrônico dos estádios, as placas e a faixa de campo também exibirão a hashtag da campanha.

Vídeos

A campanha conta com 17 comerciais que serão veiculados na internet e nas redes sociais, com depoimentos dos jogadores de cinco clubes paulistas. Bruno Henrique, Fabio Santos e Gil do Corinthians; Arouca, Cristaldo e Vitor Hugo do Palmeiras; Elano, Ricardo Oliveira e Gabriel do Santos; Rogério Ceni, Paulo Henrique Ganso e Luis Fabiano do São Paulo; e Marcelo Lomba, Ivan Quaresma e Biro Biro da Ponte Preta, entre outros jogadores, convocam a todos nos vídeos a darem um cartão vermelho ao racismo.

Acesse no site de origem: Governo de SP lança campanha contra o racismo (Brasil 247, 16/04/2015)

Compartilhar: