‘Todo e qualquer negro sofre preconceito neste país’, diz Taís Araújo

916
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de S. Paulo, 02/12/2015) A atriz de “Mister Brau” (Globo), Taís Araújo, 37, comentou, em entrevista à revista “Estilo”, como é assumir um papel de referência para outras mulheres negras na mídia.

“As pessoas ficam impressionadas quando a gente fala que o Brasil é preconceituoso. É um país muito atrasado nesse sentido, mas estamos aqui, tentando mu­dar isso. Todo e qualquer negro sofre preconceito neste país. Mesmo depois de famoso e da ascensão social”, disse a atriz.

Leia mais: Anistia Internacional começa ‘adesivaço’ para pressionar governo do Rio (O Globo, 03/12/2015)

No começo de novembro, Araújo foi foco de atenção após ser vítima de ataques racistas nas redes sociais. Ela denunciou o caso à polícia. Não foi a única global a sofrer injúrias raciais neste ano —Maju Coutinho, que apresenta a previsão do tempo no “Jornal Nacional” (Globo), também foi vítima de racismo, assim como Cris Vianna, atriz de “A Regra do Jogo”.

“Adoro ser um ícone para outras meninas negras. Quando eu era mais nova, era carente de ícones. Você só via aque­las bonecas loiras e de olhos azuis no mercado e esse era um padrão de beleza impossível de alcançar. Isso é cruel. Sinto-me orgulhosa em ser uma referência”, completa Araújo.

Acesse o PDF: ‘Todo e qualquer negro sofre preconceito neste país’, diz Taís Araújo (Folha de S. Paulo, 02/12/2015)

Compartilhar: