‘Stalking’: Câmara aprova projeto que torna crime perseguir alguém obsessivamente

Compartilhar:
image_pdfPDF

Pesquisa mostra que 76% das vítimas de feminicídio foram perseguidas por seus parceiros e 54% reportaram à polícia estarem sendo ‘stalkeadas’ antes de serem assassinadas.

(G1 | 10/12/2020 | Por Fernanda Calgaro)

Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (10) um projeto de lei que torna crime perseguir obsessivamente alguém, também conhecido pelo seu termo em inglês “stalking”. O texto já havia passado pelo Senado, mas, como foi alterado pelos deputados, precisará ser reanalisado pelos senadores.

O projeto define que a perseguição obsessiva é “perseguir alguém, reiteradamente e por qualquer meio, ameaçando-lhe a integridade física ou psicológica, restringindo-lhe a capacidade de locomoção ou, de qualquer forma, invadindo ou perturbando sua esfera de liberdade ou privacidade.”

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: