Unicef alocou US$ 1,8 milhão para países onde há alegações de violência sexual praticadas por capacetes azuis

424
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Rádio ONU, 05/04/2016) Subsecretário-geral para o Apoio às Operações no Terreno, Atul Khare, afirmou que o Unicef alocou US$ 1,8 milhão adicional para seus escritórios em países onde há alegações contra soldados de paz da ONU.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, alocou US$ 1,8 milhão para seus escritórios em países onde há alegações de exploração e abuso sexual supostamente cometidos por empregados da ONU.

A informação foi dada nesta terça-feira pelo subsecretário-geral para o Apoio às Operações no Terreno, Atul Khare, em uma reunião na Assembleia Geral.

Apoio às Vítimas

Khare descreveu recentes alegações de abusos por soldados de paz na República Centro-Africana e República Democrática do Congo como “profundamente perturbadoras”.

Segundo o subsecretário-geral, a experiência tem demonstrado que é preciso uma forte colaboração entre parceiros das Missões de Paz, incluindo Estados-membros e atores no terreno, para haver um “impacto tangível na assistência às vítimas”.

Preocupação Imediata

Khare acrescentou que a preocupação imediata é proteger e apoiar as vítimas e destacou as medidas que foram tomadas, incluindo o fornecimento de assistência médica e outros serviços.

Ele disse ainda que “devido à terrível natureza” dos atos relatados e ao fato de que a maioria deles “parece envolver crianças”, o Unicef também está trabalhando na resposta para garantir que serviços fundamentais estejam disponíveis.

O subsecretário-geral afirmou que ONU conta com os países para “rapidamente levarem à justiça” pessoas que tenham cometido crimes enquanto serviam sob sua bandeira.

Sem Impunidade

Também foi pedido aos países que forneceram tropas para operações de paz da ONU, que estabeleçam processos de corte marcial no local, em casos de crimes sexuais.

Esta medida, segundo Atul Khare, vai permitir que as vítimas e as comunidades vejam que a justiça está sendo feita e que não há impunidade para soldados de paz da ONU.

Laura Gelbert

Acesse no site de origem: Unicef alocou US$ 1,8 milhão para países onde há alegações de violência sexual praticadas por capacetes azuis (Rádio ONU, 05/04/2016)

Compartilhar: