Vice-PGR denuncia Bolsonaro por incitação pública ao crime de estupro

1199
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(PGR, 15/12/2014) De acordo com Ela Wiecko, vice-procuradora-geral da República, “ao dizer que não estupraria a deputada porque ela não ‘merece’, o denunciado instigou, com suas palavras, que um homem pode estuprar uma mulher que escolha e que ele entenda ser merecedora do estupro”. A vice-procuradora destaca que ao afirmar o estupro como prática possível, o denunciado abalou a sensação coletiva de segurança e tranquilidade, garantida pela ordem jurídica a todas as mulheres, de que não serão vitimas de estupro porque tal prática é coibida pela legislação penal.

Leia mais:
O silêncio que leva à barbárie, por Rui Falcão (Folha de S. Paulo, 16/12/2014)
Alguém merece ser estuprado?, por Eliane Trindade (Folha de S. Paulo, 16/12/2014)
Alto Comissariado da ONU repudia ofensas contra deputada federal Maria do Rosário (ONU Brasil, 15/12/2014)

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: Vice-PGR denuncia Bolsonaro por incitação pública ao crime de estupro (PGR, 15/12/2014)

Compartilhar: