PM do DF fará acompanhamento de vítimas de violência doméstica com medidas protetivas

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Correio Braziliense| 30/03/2021 | Por Redação)

Em meio a um aumento expressivo de casos de violência doméstica durante a pandemia pela covid-19, o Distrito Federal irá contar com um programa de policiamento preventivo orientado. A iniciativa é resultado de um Acordo de Cooperação Técnica entre o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios e a Polícia Militar do Distrito Federal.

O programa visa garantir o cumprimento das medidas protetivas de urgência e assegurar a segurança das famílias em contexto de violência doméstica que foram encaminhadas para acompanhamento pelos juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher do Tribunal. Com a proposta, a intervenção policial vai além da atuação repressiva e busca promover o acolhimento, acompanhamento e encaminhamento das famílias envolvidas nessas situações.

O programa é destinado exclusivamente às mulheres que estejam sob o resguardo de medida protetiva de urgência, em casos classificados como de risco grave ou extremo. O encaminhamento dos casos à Polícia Militar é feito pelos juizados de violência doméstica, após avaliação do magistrado ou magistrada.

ONDE PEDIR AJUDA?

Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência — Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República
Telefone: 180 (disque-denúncia)

Centro de Atendimento à Mulher (Ceam)
» De segunda a sexta-feira, das 8h às 18h
» Locais: 102 Sul (Estação do Metrô), Ceilândia, Planaltina

Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam)
» Entrequadra 204/205 Sul – Asa Sul
(61) 3207-6172

Disque 100 — Ministério dos Direitos Humanos
Telefone: 100

Programa de Prevenção à Violência Doméstica (Provid) da Polícia Militar**
Telefones: (61) 3910-1349 / (61) 3910-1350

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: