Luciana Temer: “A violência sexual no Brasil é uma epidemia e a gente não fala disso”

Compartilhar:
image_pdfPDF

(O Estado de S.Paulo | 24/06/2020 | Por Isabella Marzolla)

Nesses últimos dias a internet ficou chocada e dividida entre condenar, cancelar ou sentir “pena”. O motivo foram alguns casos de pessoas conhecidas, especialmente no mundo pop e da internet, suspeitas de abusar de menores e que foram expostas no Twitter. O youtuber PC Siqueira, com presença maciça na internet há mais de 10 anos, está sendo acusado de compartilhar a foto de uma criança de 6 anos nua com um amigo. O então baterista da banda CPM 22, o Japinha, na época com 38 anos, também foi acusado de, em uma conversa pela internet com uma menina de 16 anos, perguntar se ela era virgem, para depois encontrá-la após um show, o que acabou não acontecendo.

[…] Segundo a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, em 2018 no Brasil, a cada 24 horas 320 crianças eram abusadas. Do total de estupros no território brasileiro, 70% são contra crianças. O Brasil também é o quarto país do mundo em maior número de casamentos infantis e tem uma alta taxa de natalidade entre meninas de 10 a 14 anos. Para falar a respeito, entrevistamos Luciana Temer, professora de Direito Constitucional da PUC-SP e da Uninove, presidente do Instituto Liberta, de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, e ex secretária de assistência social da Prefeitura de Haddad.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: