Webinário Dignidade menstrual: perspectivas de promoção à saúde e de garantia de direitos

Compartilhar:
image_pdfPDF

Evento online que integra o projeto Violência de Gênero em Dados contará com a participação da médica Ana Clara Arantes Gonçalves e da defensora pública Shelley Duarte Maia

Quase 80% das mulheres com 16 anos ou mais já tiveram que usar papel higiênico, panos e toalhas de papel para conter o fluxo menstrual, segundo pesquisa “Impacto da Pobreza Menstrual no Brasil”, realizada pela Toluna. Na próxima quinta-feira, dia 31, às 17h, a dignidade menstrual como direito é tema do webinário Dignidade menstrual: perspectivas de promoção à saúde e de garantia de direitos, com as participações da médica Ana Clara Arantes Gonçalves e da defensora pública Shelley Duarte Maia. A abertura do encontro será feita pela Oficial de Divulgação e Promoção no Consulado Geral da Irlanda em São Paulo, Fabiana Lino, e as mediadoras serão as diretoras do Instituto Patrícia Galvão Jacira Melo e Marisa Sanematsu. A transmissão do webinário será pelos canais da Agência Patrícia Galvão no YouTube e Facebook.

Conheça as convidadas:

Ana Clara Arantes Gonçalves é médica e diretora residente da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC). Atualmente trabalha na atenção primária em zona rural, na cidade de Ouro Preto/MG.

Shelley Duarte Maia é defensora pública federal, defensora pública regional de Direitos Humanos  da Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro e membra do Grupo de Trabalho Mulheres da Defensoria Pública da União.

Fabiana Lino é Oficial de Divulgação e Promoção no Consulado Geral da Irlanda em São Paulo.

Série de webinários do boletim Violência de Gênero em Dados

O encontro online Dignidade menstrual: perspectivas de promoção à saúde e de garantia de direitos é o segundo de uma série de webinários para debater dados e analisar a conjuntura sobre temas relacionados às violências contra meninas e mulheres e aos direitos das brasileiras. O evento faz parte do projeto Violência de Gênero em Dados, que tem apoio do Consulado da Irlanda em São Paulo e está divulgando mensalmente uma seleção de estatísticas e estudos realizados por órgãos governamentais, institutos de pesquisa e organizações da sociedade civil, sobre os diversos tipos e formas de violência  –  doméstica, sexual, online, obstétrica e feminicídio –, assim como suas intersecções com o racismo, o capacitismo e a LBTQIA+fobia, com curadoria da equipe do Instituto Patrícia Galvão. Para receber o Boletim Violência de Gênero em Dados – mensalmente e gratuitamente por e-mail – basta clicar aqui.

 

Compartilhar: