Feminismo não pede favores: exige direitos, por Nana Soares

16/02/2017 - 12:39 -
Print Friendly, PDF & Email
Email this to someoneShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0

“O que mais querem as mulheres? Já trabalham e já votam, agora é mimimi”

“As feministas propõem a superioridade das mulheres em relação aos homens”

“As mulheres querem/usufruem de privilégios nas leis”

(Estado de S. Paulo, 16/02/2017 – acesse a íntegra no site de origem)

Você já leu ou ouviu essas perguntas por aí? É provável que sim. São algumas das frases mais utilizadas por quem quer, de má-fé ou não, diminuir a importância do feminismo. E, de tão difundidas, acabam causando confusão sobre a razão de ser do nosso movimento.

Vamos por partes: feminismo quer igualdade. Sempre quis. Igualdade de direitos, de responsabilidades. Quer garantir que todas as mulheres estejam plenamente inseridas na sociedade SEM sofrer preconceito ou discriminação em função de ser mulher. Lutamos pelo mínimo, por coisas que nem deveriam ser motivo de disputa, mas que, já que não ocorrem naturalmente na nossa sociedade, iremos atrás com todas as nossas forças.