Estudo da OMS revela como mulheres são tratadas na hora do parto

109
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Uol| 28/03/2022 | Por Onu News)

Evidências comprovam que mães ao redor do mundo enfrentam “tratamento inaceitável”; vários direitos são violados na hora de ter bebê ou logo depois, incluindo direito à privacidade, consentimento informado e o direito de ter uma pessoa de confiança em todos os momentos.

Uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde, OMS, que acaba de sair na publicação especializada BMJ Journals, mostra como mulheres e recém-nascidos são tratados durante o parto.

O estudo menciona “cada vez mais evidências comprovando que mulheres ao redor do mundo enfrentam tratamento inaceitável durante o nascimento de seus filhos.” Entre os problemas, estão violações aos direitos à privacidade, ao consentimento informado e em ter uma pessoa de confiança durante todo o parto.

Aumento da confiança A OMS destaca que os maus-tratos podem “prejudicar seriamente a confiança no hospital ou centro de saúde” e assim, “as mulheres podem evitar esses locais antes, durante e depois do parto”, gerando consequências sérias para a saúde e bem-estar de mães e bebês e até colocando vidas em risco.

Acesse a matéria completa no site de origem

 

Compartilhar: