Cultura, esporte e cidadania como estratégia de empoderamento das mulheres

Compartilhar:
image_pdfPDF

A realização de projetos e parcerias foi o assunto que predominou na reunião de hoje (24) entre a secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, e representantes da Central Única das Favelas – Cufa, entre eles o presidente Preto Zezé.

(SPM, 24/01/2016 – acesse no site de origem)

“Para a SPM/MJC, abrem-se inúmeras possibilidades de trabalho por meio de parcerias com a Cufa, por ser uma organização voltada ao público jovem, feminino e negro”, considera a secretária. Preto Zezé explicou que as atividades são voltadas para todos os setores, como arte, esporte, saúde, tecnologia, educação, moda, “sempre explorando as potencialidades dos jovens de cada comunidade e incentivando o desenvolvimento de outras”.

Fátima Pelaes aposta na prevenção à violência contra as mulheres e na promoção da igualdade de direitos, exatamente com ações focadas na juventude, “onde começa a desconstrução da sociedade machista”.

Ela enfatizou que é tarefa do Estado dar oportunidade às adolescentes e jovens mulheres de sair da invisibilidade e mostrar seus talentos: “a cultura, o esporte, o empreendedorismo, entre outras áreas, são excelentes universos de empoderamento da mulher e exercício da cidadania feminina”.

Durante o encontro, SPM e Cufa concordaram que as iniciativas devem ser conjuntas, envolvendo outros órgãos do Governo que trabalham com o mesmo público, para que os resultados sejam robustos. Por isso, uma nova reunião deverá ocorrer já na próxima semana.

Também participaram Leonardo Ribeiro (Cufa/BA), Bruno Kessler (Cufa/DF), Marciele Delduque (Cufa/MG) e Kilvia Teixeira, assessora especial do gabinete da SPM.

Comunicação Social

Compartilhar: