Documentário sobre amamentação quebra preconceito e questiona romantização

694
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Fórum, 15/12/2015) A amamentação é um assunto delicado e de extrema importância. A recomendação da Organizaçao Mundial da Saúde é que, nos primeiros seis meses de vida, o bebê se alimente exclusivamente de leite materno, para evitar doenças como diabetes e a obesidade. No entanto, a falta de informação sobre o assunto acaba gerando preconceitos e mitos que dificultam ainda mais a vida das mães.

Foi pensando na pouca veiculação do tema que a atriz e produtora cultural Graziela Mantoanelli idealizou o documentário “De peito aberto”. O filme, que foi realizado graças a um financiamento em grupo, não tem fins lucrativos e seu objetivo é divulgar informações para as novas mães do Brasil inteiro.

“De peito aberto” mergulha no universo de cinco mães que decidem alimentar os filhos recém nascidos apenas com leite materno. Os depoimentos são intercalados com falas de especialistas e profissionais da saúde. “A ideia é fortalecer as mulheres e criar uma rede de mães em todo o país, para que elas consigam enfrentar juntas as dificuldades deste período”, explica Graziela.

A ideia surgiu quando a produtora teve sua filha, Clara, e começou a amamentá-la: “As pessoas acham que amamentar é natural, que é só o bebê nascer e pronto, mas não é assim. A mulher precisa de muito apoio”. Mesmo contando com a ajuda da família e de seus médicos, Graziela ainda passava por muitas dificuldades, como o cansaço. “Fiquei imaginando como outras mulheres, sem tantos recursos, passam por isso”, lembra.

Além de divulgar informações sobre o aleitamento, o documentário vai buscar derrubar o preconceito em relação ao tema: “Vivemos em uma sociedade extremamente machista, que esquece que a função do seio é alimentar os filhos”. Graziela conta que, logo no inicio da campanha, a página do documentário no Facebook foi derrubada – segundo a notificação recebida pela equipe, por apresentar “conteúdo improprio e pornografia” -, o que fez com que “De peito aberto” perdesse três semanas de divulgação: “Agora temos que tomar muito cuidado com as fotos que postamos por lá. É muito complicado”.

Para a Graziela, a missão de  “De peito aberto” vai muito além de informar: o intuito é empoderar as mulheres na fase da maternidade.  “O tema é amamentação, mas estamos falando dos direitos das mulheres e do lugar da mulher na sociedade”, conclui a atriz.

Helô D’Angelo

Acesse no site de origem: Documentário sobre amamentação quebra preconceito e questiona romantização (Fórum, 15/12/2015)

Compartilhar: