Ministro da Saúde exonera autores de nota sobre acesso a aborto legal durante pandemia

Compartilhar:
image_pdfPDF

Presidente Jair Bolsonaro reclamou de ‘minuta de portaria apócrifa sobre aborto’; orientação não mudava protocolos e se restringia a manter e reforçar serviços já existentes em meio à crise da Covid-19

(O Globo | 05/06/2020 | Por Renata Mariz)

BRASÍLIA – O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, exonerou autores de nota técnica da pasta que recomendavam a continuidade dos serviços de saúde que garantem o acesso a métodos contraceptivos de emergência e ao aborto permitido em lei durante a pandemia do novo coronavírus.

A demissão ocorreu após o presidente Jair Bolsonaro reclamar nas redes sociais, nesta semana, chamando a nota de “minuta de portaria apócrifa sobre aborto que circulou na internet”.

Compartilhar: