Serviço de atenção ao aborto previsto em lei: desafios e agenda no Brasil, por Cristião Rosas e Helena Paro

Compartilhar:
image_pdfPDF

(SPW | 28/02/2021 | Acesse no site de origem)

Embora a lei brasileira permita o aborto desde 1940, somente em 1989 foi criado o primeiro serviço de atenção aos casos permitidos por lei, no Hospital Jabaquara da rede pública de São Paulo/SP. De lá pra cá, o empenho de profissionais da saúde e da sociedade civil organizada garantiu avanços na regulamentação desse direito, possibilitando a ampliação do acesso ao aborto no país.

Nesses tempos de ameaças e de retrocessos concretos nesse campo, os médicos ginecologistas-obstetras Cristião Fernando Rosas e Helena Borges Martins da Silva Paro escreveram um artigo no qual fazem um resgate da consolidação do direito ao aborto no Brasil, contribuindo para que a sociedade trace estratégias de resistência às ofensivas contra os direitos sexuais e reprodutivos no país.

Compartilhar: