Sociedade pode opinar sobre estratégica para enfrentamento do HIV e outras ISTs

Compartilhar:
image_pdfPDF

O Ministério da Saúde abriu consulta pública sobre a Agenda Estratégica para Ampliação do Acesso e Cuidado Integral das Populações-Chave em HIV, Hepatites Virais e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis. As contribuições podem ser feitas até o dia 23 de abril.

(SPM, 20/04/2018 – acesse no site de origem)

A Agenda Estratégica reúne um conjunto de estratégias para ampliar e qualificar as ações de saúde destinadas às populações consideradas chave para o enfrentamento das epidemias de HIV, hepatites virais e sífilis no Brasil – gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH), pessoas trans, trabalhadoras do sexo, pessoas que usam álcool e outras drogas e pessoas privadas de liberdade.

O objetivo da agenda é priorizar ações estratégicas para superar a desproporcionalidade das epidemias de HIV e sífilis entre essas populações, consideradas mais vulneráveis a essas infecções e que concentram o maior número de casos quando comparadas à população geral. Para isso, pretende-se mobilizar e convocar diferentes setores da sociedade envolvidos na resposta brasileira ao HIV/aids e a outras infecções sexualmente transmissíveis (IST) para contribuírem com o texto e também, posteriormente, implementarem as ações.

A agenda também inclui ações estratégicas voltadas às populações consideradas prioritárias – adolescentes e jovens, população negra, indígenas, quilombolas e pessoas em situação de rua – que apresentam maior vulnerabilidade à infecção pelo HIV, sífilis e hepatites virais.

Saiba mais: https://goo.gl/w3mJE9

Compartilhar: