08/03/2010 – Mulheres presidem apenas 5% de 600 grandes empresas no mundo

702
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

corp-gender-coverHoje as mulheres presidem pouco menos de 5% de 600 grandes empresas em 20 países que participaram de pesquisa do Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês).

Segundo o estudo, as empresas brasileiras estariam entre as que têm mais mulheres como presidentes (11%), atrás somente das grandes companhias de Finlândia (13%), Noruega (12%) e Turquia (12%).

No entanto, em 11 dos países pesquisados – Bélgica, Canadá, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Grécia, Índia, México, Holanda, República Tcheca e Suíça – nenhuma das empresas que responderam à pesquisa são chefiadas por mulheres.

Os Estados Unidos, por outro lado, aparecem como a nação com o maior índice de mulheres empregadas em todos os níveis (52%), seguidos por Espanha (48%), Canadá (46%) e Finlândia (44%).

No lado oposto, os países com o menor índice de mulheres empregadas nas grandes empresas são Índia (23%), Japão (24%), Turquia (26%) e Áustria (29%).

O Brasil aparece em uma posição intermediária, com 35% de mulheres empregadas nas grandes empresas.

Barreiras

Para o WEF, as grandes empresas precisam fazer mais para treinar e utilizar seus talentos do sexo feminino.

A maioria das empresas que responderam aos questionários atribuíram a práticas tradicionais, como “a cultura corporativa masculina ou patriarcal” e “a falta de modelos” a responsabilidade pelo fato de as mulheres terem mais dificuldades para subir na carreira.

Saiba mais sobre essa pesquisa acessando a matéria na íntegra: Mulheres são apenas 5% entre presidentes de companhias, diz pesquisa (Globo Online – 08/03/2010)

Leia também Quando elas chefiam eles, respeito e compreensão fazem a diferença (G1 – 07/03/2010)

Compartilhar: