Partido é punido por “esquecer” mulheres

770
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(ABCD Maior, 25/07/2014) O PSDB de São Paulo pode perder tempo na propaganda partidária de TV e rádio por não promover a atividade da mulher na política. A representação foi proposta pela PRE-SP (Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo). A legislação exige que, pelo menos, 10% do tempo de propaganda partidária sejam destinados à participação feminina, o que não foi cumprido pelos tucanos.

Como penalidade, o PSDB perderá dez minutos na inserção partidária da televisão e seis minutos e 40 segundos no rádio.

O coordenador do PSDB no ABCD, Márcio Canuto, questiona a representação. “Temos e divulgamos nossas ações de políticas afirmativas de gênero, principalmente a participação das mulheres no partido”, defendeu o coordenador.

Além do PSDB, o PRE-SP ajuizou representações, pelos mesmos motivos, contra outros dois partidos: PPS e PCdoB.

Para as eleições, a Justiça também determinou cota para candidatas: 30% das chapas eleitorais têm de ser compostos por mulheres.

De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), apesar de a cota não ter sido atingida, a participação feminina nas eleições deste ano é 46,5% maior do que no pleito de 2010.

Acesse no site de origem: Partido é punido por “esquecer” mulheres (ABCD Maior, 25/07/2014)

Compartilhar: