Pesquisa inédita levantará dados sobre o Perfil da Mulher na Política no Brasil

Compartilhar:
image_pdfPDF

É a primeira vez que uma pesquisa de abrangência nacional busca entender as características comuns às mulheres brasileiras com inspiração política.

Reunidos, os projetos Me Farei Ouvir Elas No Poder lançaram a pesquisa Perfil da Mulher na Política sobre a relação entre as mulheres e o sistema político brasileiro, em especial os partidos e as eleições. O objetivo é levantar dados sobre mulheres de todas as regiões geográficas do país que têm interesse em política, que já se candidataram a cargos políticos eletivos ou que pretendem se candidatar no futuro.

Muitos são os estudos que tentam compreender quais as razões desse público ser mais da metade da população, 52% segundo o último IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; e, ao mesmo tempo, o Brasil registrar uma baixa representação política de mulheres nos espaços de decisão. Hoje, elas representam 15% do Congresso Nacional, em Assembléias Estaduais e Câmaras Municipais. A pesquisa estuda uma série de hipóteses sobre esse tema e seus resultados vão subsidiar as estratégias de campanhas femininas para que estas se tornem mais competitivas.

Metodologia

O estudo é quantitativo com amostra por conveniência. Ou seja, as participantes não serão selecionadas aleatoriamente para responderem ao questionário. Dada a dificuldade em acessar o público alvo, além do curto prazo para a coleta de dados, optou-se por fazer uma ampla divulgação do questionário para obter respostas de todas as regiões geográficas do país.

Lançada na plataforma online TypeForm no dia 04 de novembro, a pesquisa Perfil da Mulher na Política coletará os dados até o dia 13 de dezembro. Depois disso, será produzido um relatório analítico com os resultados para divulgação em janeiro de 2019. Relatório e banco de dados serão disponibilizados nos sites dos projetos Me Farei Ouvir e Elas No Poder. O projeto é “código-aberto” e os resultados serão divulgados e disponibilizados para conhecimento e uso de todos.

Além de se tornar uma fonte de recursos para pesquisadores de gênero e ciência política, a pesquisa também será de grande valia para partidos políticos engajados na ampliação da participação feminina e no combate ao fenômeno de candidaturas laranjas. Afinal, ela fornecerá uma série de insumos sobre como é a atual percepção das mulheres em relação aos partidos políticos; dados que são fundamentais para auxiliar os partidos em seus processos de recrutamento e manutenção dos quadros políticos femininos.

 Soma de forças

O projeto Me Farei Ouvir é independente e 100% realizado por mulheres. Ele engloba a produção de um documentário, que está em fase de filmagem, e de um livro-cartilha, o Manual da Mulher Candidata. Recentemente, o Me Farei Ouvir conquistou o apoio de mais de 800 pessoas, instituições e marcas, atingindo o sétimo lugar entre as campanhas de financiamento coletivo mais bem sucedidas na categoria Cinema e Vídeo na plataforma do Catarse.

Durante esta campanha, que teve duração de 45 dias, as realizadoras conheceram o trabalho desenvolvido pelas cientistas políticas Karin Vervuurt e Letícia Medeiros, da ONG Elas No Poder, que atuam desde 2010 com pesquisas eleitorais e, desde 2018, sentiram a urgência de atuar na capacitação de mulheres para incentivar que cada vez mais mulheres se candidatem a cargos eletivos no Brasil.

A pesquisa Perfil da Mulher na Política é o segundo fruto desta parceria. O primeiro foi o Curso de Formação Política para Mulheres, realizado em outubro de 2019, que capacitou 150 mulheres com inspiração política de todos os estados do Brasil – com o apoio do coletivo Elas Pedem Vista e apresentação da ABRADEP – Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político.

Compartilhar: