Vanessa Grazziotin defende propostas que garantem participação da mulher na política

845
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Senado Notícias, 30/10/2014) A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)  disse que a campanha da Justiça Eleitoral incentivando a participação feminina na política ajudou a aumentar em 46,5% o número de candidatas nas eleições deste ano: foram quase 7.500 contra as 5.056 nas eleições de 2010, frisou a senadora.

Vanessa Grazziotin só lamentou que o número de eleitas não tenha acompanhado o aumento de candidaturas. Ela disse que em todo o país foram eleitas apenas 105 deputadas estaduais. Já o número de deputadas federais vai passar de 45 para 51, um aumento de quase 10%.  A senadora disse ainda que apenas uma mulher elegeu-se governadora: Suely Campos, em Roraima.

Para Vanessa Grazziotin, não se pode falar em representação política justa enquanto as brasileiras estiverem pouco representadas no Parlamento. Ela acredita que isso pode mudar com a reforma política e a aprovação da proposta que garante a eleição de uma mulher em cada estado quando houver votação para a escolha de dois novos senadores.

– É o projeto que reserva um terço das vagas desta Casa para serem ocupadas por mulheres. Tem gente que ri, mas isso acontece em muitos países do mundo. Alguns adotam a lista fechada, com alternância de gênero, outros adotam a reserva de vagas no parlamento. Mas todos, muito mais do que o Brasil, se preocupam em inserir a mulher na política – afirmou a senadora.

Vanessa Grazziotin ainda lamentou que o Brasil tenha perdido posições no ranking mundial da igualdade de gênero. Em pesquisa feita em 142 nações e divulgada pelo Fórum Econômico Social, o Brasil ficou na posição de número 71. No levantamento anterior, o país aparecia no sexagésimo segundo lugar.

Acesse no site de origem: Vanessa Grazziotin defende propostas que garantem participação da mulher na política (Senado Notícias, 30/10/2014)

Compartilhar: