Sob pressão, empresas encaram a diversidade e mudam estruturas para contratar mais negros, mulheres e LGBTs

196
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

Mundo corporativo começa a ir além do marketing contra racismo, machismo e homofobia não só para ficar bem na foto. Descobriu que é bom para os negócios

(O Globo/Celina | 02/08/2020 | Por Karen Garcia e Raphaela Ribas)

Com a pressão crescente de consumidores, clientes, movimentos sociais e dos próprios empregados, grandes empresas começam a dar um passo além das peças de marketing e das boas intenções na direção da diversidade em seus quadros funcionais.Causas contra o racismo, a desigualdade de gênero e a LGBTfobia começam a se refletir no ambiente corporativo de forma mais estruturada, com metodologias, investimentos e metas. E não é só para ficar bem na foto e reduzir riscos à reputação.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: