‘Defesa da honra’; ‘era lasciva’: como a Justiça põe mulheres no ‘banco dos réus’ em denúncias de violência no Brasil

Compartilhar:
image_pdfPDF

“Legítima defesa da honra”, “forte emoção”, “era uma mulher lasciva”. Essas linhas de argumentação já foram usadas para defender ou absolver réus homens acusados de crimes graves contra mulheres — como homicídio e tentativa de homicídio —, em histórias que voltam a chamar a atenção do público diante da comoção provocada pelo caso Mariana Ferrer.

(BBC News Brasil em São Paulo | 05/11/2020 | Por Camilla Veras Mota e Paula Adamo Idoeta)

Segundo juristas e advogados consultados pela BBC News Brasil, não é incomum que, em casos do tipo, a defesa dos réus use críticas à “reputação” da autora da acusação e a defesa da honra masculina para justificar a conduta de réus homens.

Acesse a matéria na íntegra no site de origem

Compartilhar: