Empresas precisam deixar claro que assédio sexual é inaceitável, diz MPT

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Universa | 27/10/2020 | Por Nathália Geraldo)

No ambiente corporativo, é comum que empresas mantenham políticas de compliance, uma área ligada ao setor de recursos humanos que estabelece uma lista de condutas internas em conformidade com a legislação brasileira. O termo, um tanto específico, veio à tona nos últimos dias porque foi a esse setor da TV Globo que chegaram as denúncias de assédio sexual de seis mulheres contra o diretor e ator Marcius Melhem, conforme entrevista da advogada das vítimas à Folha de S. Paulo, publicada no sábado (24).

Em agosto, Melhem deixou a emissora, encerrando o contrato “em comum acordo”. Na ocasião, nenhum dos lados se pronunciou sobre as denúncias de assédio sexual. Questionada pela jornalista da Folha Monica Bergamo e, em seguida, por Universa, na segunda-feira (26), a emissora respondeu que “não comenta assuntos da área de compliance, mas reafirma que todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento”. O humorista se pronunciou em uma sequência de mensagens no Twitter sobre as acusações levantadas pela reportagem da Folha.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: