Estupro ‘às vezes é correto’, diz aliado de premiê indiano

877
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Folha de S.Paulo, 06/06/2014) Um membro do partido do recém-empossado primeiro- ministro indiano, Narendra Modi, declarou a jornalistas, nesta quinta (5), que o estupro “às vezes é correto, às vezes é errado”.

A Índia ganhou destaque no noticiário internacional por diversos casos recentes de estupros coletivos, muitas vezes seguidos de assassinato, agravados pela impunidade dos agressores.

Babulal Gaur, do BJP, sigla vitoriosa nas últimas eleições nacionais, declarou ainda que o estupro “é um crime social, que depende dos homens e das mulheres [para acontecer]”. Ele é ministro do Estado de Madhya Pradesh, na região central do país.

O assunto voltou a ser discutido após a repercussão de um caso no Estado vizinho de Uttar Pradesh, no qual duas meninas, de 12 e 14 anos, foram estupradas e enforcadas por cinco homens.

A polícia se recusou a investigar o caso, a princípio pelo fato de as vítimas serem dalits, camada mais baixa do sistema de castas.

Gaur ainda expressou solidariedade para com o ministro-chefe (governador) de Uttar Pradesh, Mulayam Singh Yadav, que havia criticado um projeto de lei prevendo pena de morte para condenados por estupro coletivo.

O BJP disse que as opiniões de Gaur são pessoais, e não dizem respeito ao partido.

Acesse o PDF: Estupro ‘às vezes é correto’, diz aliado de premiê indiano

 

 

Compartilhar: