Denúncias de feminicídio crescem 35% em março no estado de SP

Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1 | 19/04/2022 | Por Thaiza Pauluze e Léo Arcoverde)

As denúncias de casos de feminicídio recebidas pelo Disque Denúncia de São Paulo cresceram 35% em março deste ano, comparando com o mesmo período do ano passado. Em 2022, foram 57 denúncias contra 42 em março de 2021.

No primeiro trimestre de 2022, foram 140 relatos de feminicídio no estado – mais de um por dia.

O feminicídio é o homicídio baseado no gênero, como por exemplo o assassinato de mulheres em violência doméstica.

Segundo Mario Vendrell, do Instituto São Paulo Contra a Violência, responsável pelo Disque Denúncia em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), pelos canais do Disque Denúncia são recebidas, em geral, queixas sobre feminicídios consumados onde o denunciante informa sobre o paradeiro do suspeito de crime.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a polícia registrou nos primeiros dois meses deste ano 23 casos de feminicídio em São Paulo.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: