Fundo Elas e Instituto Avon promovem evento histórico para o enfrentamento da violência contra mulheres

2046
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Marisa Sanematsu/ Agência Patrícia Galvão) O Rio de Janeiro está sediando, do dia 23 a 25 de setembro, um evento inédito e histórico para o enfrentamento da violência contra mulheres no Brasil. Promovido pelo Fundo Elas e Instituto Avon, o I Diálogo Nacional sobre Violência Doméstica está reunindo cerca de cem participantes em debates e atividades de capacitação sobre estratégias de comunicação e ferramentas de gestão de projetos.

fundo elas

Com apoio do Fundo Fale sem Medo do Instituto Avon e as parcerias estratégicas da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência e da ONU Mulheres, o evento tem por objetivo promover a troca de informações e a construção de alianças e estratégias entre as representantes dos 31 projetos selecionados no 19º Concurso do Fundo Elas, que recebeu mais de 300 inscrições de organizações de todo o país.

fundoelas_blogueirasA sociedade mobilizada contra a violência doméstica

Na abertura do evento, a diretora executiva do Fundo Elas, K.K. Verdade, destacou que se trata do “maior encontro de organizações da sociedade civil financiada pela sociedade civil”, que mobiliza esforços e recursos para realizar ações contra a violência às mulheres em todo o Brasil.

Estão sendo investidos R$ 3 milhões nessa iniciativa pioneira. “Esse dinheiro não é do Instituto Avon, vem das consumidoras e do trabalho das revendedoras. O dinheiro é um investimento da comunidade, das mulheres que contribuíram para o Fundo Fale sem Medo”, destacou Lírio Cipriano, diretor do Instituto Avon.

fundoelas_encontro rjDiálogos, provocações e construção de alianças estratégicas

Nos três dias de encontro, as representantes das organizações que tiveram projetos selecionados irão intercambiar conhecimentos e experiências, construir alianças, aprender a usar ferramentas de gestão e avaliação, otimizar recursos, trabalhar em rede e planejar estratégias conjuntas.

O Instituto Patrícia Galvão, que teve selecionado o projeto Por uma cobertura jornalística contextualizada, crítica e aprofundada sobre violência contra as mulheres e a aplicação da Lei Maria da Penha, está participando do evento.

Crédito das imagens: Fundo Elas

Compartilhar: