‘Medicina da USP tem cultura violenta e opressiva’, diz promotora

1572
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(G1, 12/11/2014) O Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar denúncias de violência sexual. Alunas denunciaram casos de estupro a comissão da Assembleia de SP. A direção da faculdade ainda não respondeu às solicitações da promotoria. Os diretores vão se reunir na tarde desta quarta-feira (12) e devem divulgar uma nota em seguida. 

Leia também: USP lamenta divulgação de hino racista e nega conhecimento de letra

“Há naquele ambiente universitário uma cultura violenta e opressiva”, afirmou a promotora de Justiça de Direitos Humanos e Inclusão Social do Ministério Público do Estado de São Paulo, Paula de Figueiredo Silva.

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: ‘Medicina da USP tem cultura violenta e opressiva’, diz promotora (G1, 12/11/2014)

Compartilhar: