“Mulheres ricas e escolarizadas também apanham”, diz promotora

566
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Época, 01/06/2015) Parte do trabalho da promotora Maria Gabriela Prado Manssur, coordenadora do Núcleo de Combate à Violência contra a Mulher do Ministério Público (MP), em Taboão da Serra, é mirar em um público que sofre violência, mas pouco denuncia: as mulheres  ricas ou com independência financeira. A promotora usa o Instagram para incentivar denúncias e contesta a ideia que só as mais pobres são agredidas.

Acesse a íntegra no Portal Compromisso e Atitude: “Mulheres ricas e escolarizadas também apanham”, diz promotora (Época, 01/06/2015)

 

Compartilhar: