Epsy Campbell Barr, a 1ª mulher negra eleita como vice-presidente de um país latino

Compartilhar:
image_pdfPDF

Nesse domingo (1), Epsy Campbell Barr tornou-se vice-presidente da Costa Rica e está fazendo história.

(M de Mulher, 02/04/2018 – acesse no site de origem)

Epsy Campbell Barr, tornou-se nesse domingo (1) a primeira mulher negra a alcançar o posto de vice-presidente de um país latino-americano. Ela foi eleita pela chapa de Carlos Alvarado, que tornou-se presidente da Costa Rica.

Candidatos da centro-esquerda pelo Partido Acción Ciudadana (PAC), Carlos e Epsy levantaram a bandeira da tolerância e dos direitos igualitários na corrida presidencial. Dentre as propostas apresentadas na campanha, eles defendem com afinco o direito dos homossexuais ao casamento – o que ainda não é previsto por lei na Costa Rica.

Epsy Campbell Barr tem 54 anos e é formada em economia. Ela foi deputada entre 2002 e 2006 e, em 2014, tentou concorrer à presidência, mas o PAC acabou escolhendo outro candidato. No mesmo ano, ela voltou a trabalhar junto ao legislativo da Costa Rica.

Em 2018, Epsy voltou a demostrar interesse na corrida presidencial e acabou sendo escolhida para a chapa de Carlos Alvarado. Ambos serão empossados no mês que vem.

 

Compartilhar: