Em 2020, uma mulher foi vítima de violência física a cada 15 minutos no estado do Rio, segundo Dossiê Mulher

Compartilhar:
image_pdfPDF

Entre os casos analisados pelo ISP, 200 foram registros de homicídio e 78, de feminicídio

(O Globo – RIO | 04/11/2021 / Por Giampaolo Morgado Braga)

RIO – A cada 15 minutos, em média, uma mulher é vítima de violência física no Estado do Rio. Em 2020, segundo dados do Dossiê Mulher, documento produzido pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), houve 34.192 vítimas de violência física. Destas, 200 mulheres foram vítimas de homicídio doloso e 78, de feminicídio — casos como o de Geilza da Silva Alves, de 51 anos, morta por um ex-namorado ao lado do filho,  Alan Alves de Souza, de 27, na última terça-feira, dia 2, em Barros Filho, Zona Norte do Rio.

De acordo com o Dossiê Mulher, a maioria das mulheres alvo de violência física (33.371 registros, ou 97,5%) sofreu lesão corporal dolosa, ou seja, de agressão. Outras 200 foram vítimas de homicídio doloso e 78, de feminicídio — quando a vítima é morta devido à sua condição de mulher ou em função de violência doméstica.

Analisando-se os casos por região, 35% dos registros de 2020 foram na capital. O interior aparece em segundo lugar, com quase 31% das ocorrências. O fim de semana concentra quase quatro em cada dez casos (39%), e mais de um terço dos crimes (38%) ocorreram à noite.

A maioria das vítimas (51%) tinha entre 30 e 59 anos, e 58% do total de ocorrências de violência física tiveram como autor o companheiro ou ex-companheiro da vítima. Em 63% das vezes. a violência foi cometida dentro de casa. Em 35% dos registros, o crime foi cometido com socos, chutes ou pontapés.

Acesse a matéria no completa no site de origem

Compartilhar: