Airbnb faz alterações em suas políticas de assédio sexual

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Tec Mundo | 16/08/2021 | Por Jorge Marin)

O serviço comunitário de reserva de hospedagem Airbnb divulgou em seu site, nesta sexta-feira (13), que irá retirar de suas cláusulas de arbitragem as alegações de assédio ou agressão sexual, por parte de anfitriões ou inquilinos. Com isso, a empresa pretende “dar mais liberdade” para as vítimas abrirem processos e lidarem com o caso nos tribunais de sua preferência, ao invés de tratar as acusações de maneira privada. A próxima iteração dos Termos de Serviço estarão alinhados com a prática interna da companhia, já assumida com seus funcionários desde o final de 2018.

No comunicado, a Airbnb esclarece que, embora incidentes de agressão sexual sejam “extremamente raros”, a empresa não comparece a tribunais desde janeiro de 2019 para forçar a aplicação das cláusulas de arbitragem em casos de agressão sexual ou assédio sexual. A Airbnb se compromete a continuar essa postura até que seus termos sejam atualizados, “em algum momento no outono”.

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: