Artigo: O direito ao aborto no caso de estupro: da comoção à ameaça, por Sonia Correa e Lena Lavinas

Compartilhar:
image_pdfPDF

Caso de menina de 10 anos gerou solidariedade nos brasileiros, mas ela e sua família foram ameaçadas

(O Globo | 29/08/2020 | Por Sonia Correa e Lena Lavinas)

Na semana passada, uma menina de 10 anos de São Mateus, Espírito Santo, grávida de estupro, mobilizou a comoção e a solidariedade da sociedade brasileira. Seus direitos reprodutivos foram respeitados, apesar do show de horrores montado por grupos opositores do direito ao aborto, para impedir o procedimento. Fazer com que uma lei velha, de 80 anos, se cumprisse, demandou que a menina fosse levada a Pernambuco. Ela e sua família continuam sob risco de assédio e precisaram ser incluídas num programa de proteção a vítimas.

Compartilhar: