Comissões da OAB-SP divulgam nota de repúdio sobre o processo judicial de Mariana Ferrer

Compartilhar:
image_pdfPDF

As Comissões da Mulher Advogada, de Direitos Humanos, Igualdade Racial e de Justiça Restaurativa da OAB SP emitiram a seguinte nota:

(OAB SP | 06/11/2020)

Um misto de revolta e tristeza indignou a toda a sociedade nesse 03.11.2020, ocasião em que nos deparamos com o processo judicial de Mariana Ferrer, que após ser vítima de violência sexual, é revitimizada pelo sistema de justiça, que em lugar de garantir seus direitos e sua dignidade, comete nova violência, dessa vez, a institucional.

(…)

As posturas dos operadores do direito que se encontravam nessa audiência, comportavam reprovabilidade de suas condutas pela ausência de ética, ora pela omissão, ora pelo expresso desrespeito e crueldade.

O sistema de justiça que opera nessa lógica desestimula que mulheres a acessem, procurem ajuda, denunciem, pois sabem que não serão acolhidas, e para além, que poderão sofrer nova violência.

(…)

Comissões da Mulher Advogada, de Direitos Humanos, Igualdade Racial e de Justiça Restaurativa da OAB SP

Acesse esta nota na íntegra no site de origem

Compartilhar: