Deputadas pedem para ser amicus curiae em ação de estupro de Mari Ferrer

Compartilhar:
image_pdfPDF

Caso teria ocorrido em boate de luxo em Santa Catarina, em 2019

(Folha de São Paulo | 11/07/2021 | Por Mônica Bergamo)

Um grupo de 25 deputadas federais e uma senadora ingressou no Tribunal de Justiça de Santa Catarina solicitando sua admissão como amicus curiae (amigo da corte) no caso da influenciadora Mariana Ferrer. Ferrer acusa o empresário André de Camargo Aranha de estupro em um clube de luxo há dois anos, em Florianópolis (SC).

UNIDAS

Em audiência que inocentou Aranha, o advogado do réu, Cláudio Gastão da Rosa Filho, exibiu imagens sensuais da jovem para reforçar sua argumentação de que o sexo foi consensual.

Acesse a matéria completa no site de origem

Compartilhar: