“Quem abusa de criança não tem transtorno mental, só se sente no direito”

Compartilhar:
image_pdfPDF

(Uol | 19/09/2020 | Por Luciana Temer)

O discurso de que o abuso sexual de crianças e adolescentes é uma violência excepcional e praticada por “monstros” é parte das ideias que a advogada Luciana Temer quer combater. “Minha briga é mostrar para as pessoas que essa violência não é excepcional, é cotidiana. Mais do que cotidiana, ela é praticada por pessoas de bem”, diz. “As pessoas que abusam de crianças não têm, a princípio, grave transtorno mental, elas só se sentem no direito. E se sentem no direito porque somos uma sociedade que permite. A gente permite porque fica em silêncio.”

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: