Estado do Rio vai monitorar eletronicamente agressores de mulheres

93
0
Compartilhar:
image_pdfPDF

(Agência Brasil | 19/04/2021 | Fabiana Sampaio)

Agressores de mulheres no estado do Rio de Janeiro vão ser monitorados eletronicamente. A nova lei que estabelece a medida foi sancionada pelo governador em exercício Cláudio Castro e publicada no Diário Oficial desta segunda-feira.

O monitoramento deverá ser feito com tornozeleiras, braceletes ou chips, a depender da disponibilidade dos órgãos de segurança pública. A lei prevê, ainda, que a vigilância deve ser durante o período em que durar a medida protetiva ou cautelar.

O texto também estabelece que o juiz responsável por determinar o monitoramento poderá levar em consideração o grau de periculosidade do ofensor, os antecedentes criminais e a reincidência em violência doméstica.

Acesse a matéria completa no site de origem.

 

Compartilhar: