Curso gratuito de Formação Política para Mulheres em São Paulo. Inscrições até 10/04/2019

Compartilhar:
image_pdfPDF

Idealizado pela Iniciativa Brasilianas, o curso será realizado entre maio e julho deste ano na Câmara Municipal de São Paulo. O objetivo é formar lideranças políticas, introduzir e aprofundar conceitos relacionados ao feminismo, atuação política, política brasileira e mulheres na política. Assim como capacitar mulheres para pensarem e atuarem na política de forma local e regional, impulsionando redes suprapartidárias de mulheres na política e possibilitar uma preparação pré-eleitoral para aquelas que desejarem ser candidatas em 2020. As inscrições estão abertas até dia 10 de abril neste link.

(Catarinas, 06/04/2019 – acesse no site de origem)

Serão nove encontros semanais, com duração média de três horas cada um, totalizando 27 horas de carga horária com três módulos: político, teórico e projeto prático. Ao final, a proposta é mapear e articular atores locais para atuarem com autonomia em suas trajetórias políticas. A seleção seguirá critérios de diversidade, incluindo jovens, negras, periféricas, LGBT’s, indígenas.

São ofertadas 60 vagas para o curso, com possibilidade de ampliação mediante demanda e capacidade do espaço físico. O curso acontece de 3 de maio a 4 de julho das 19 às 22h. O resultado da seleção será divulgado em 20 de abril no site da Iniciativa Brasilianas e por e-mail para as selecionadas.

Brasilianas é uma iniciativa de jovens mulheres que se preocupam com a participação de mulheres na política, propondo-se a atuar na formação de lideranças femininas, a partir de pesquisa e prática. A proposta é identificar, planejar e desenvolver projetos na área da saúde da mulher; acesso a direitos; empreendedorismo e renda; e participação política, objetivando a redução da desigualdade social, política e econômica que permeia a realidade das mulheres.

As atividades do grupo iniciaram em 2018, após o diagnóstico de que é importante implementar políticas públicas de forma permanente e perene, não apenas a partir da administração pública, mas também no terceiro setor. O curso é uma ação de um projeto maior, de 2 anos, focado na preparação de mulheres para as eleições 2020.

Mulheres na Política

Ainda que as eleições de 2018 tenham registrado um aumento no número de candidatas eleitas no país, este número é muito baixo comparado ao de homens na política. Cresceu de 11% para 15% o número de deputadas federais no Brasil nessa legislatura, a maior presença feminina da história. Aumentou também o número de eleitas jovens, negras, pobres, LGBTs. Joênia Wapichana foi eleita a primeira deputada federal indígena no país, em Roraima. Erica Malunguinho foi a primeira transexual eleita deputada estadual em São Paulo.

O cenário local não é muito diferente do nacional. Nas eleições de 2016, 23% dos 5.568 municípios do país não elegeram nenhuma vereadora. E 1963 cidades elegeram apenas uma mulher para a câmara local. Mulheres são 13,5% das vereadoras do país. As prefeitas ocupam 12% dos postos municipais de chefe de executivo. Possuem, em média, mais anos de ensino que os prefeitos, e 91% governam municípios de até 50 mil habitantes (Dados TSE).

A partir de uma etapa diagnóstica sobre os problemas enfrentados por mulheres que desejam percorrer carreira política, composta por revisão bibliográfica, mapeamento de atores e instituições chaves e revisão do problema, encontramos o seguinte encadeamento de problemas, que posteriormente foram positivados como objetivos a serem atingidos pelo projeto proposto.

Temas dos encontros

Dia 1 – Apresentação. Histórico, Cenário e Perspectivas das Mulheres na Política – 03/05

Dia 2 – Política e políticas públicas por mulheres que fazem política – 09/05

Dia 3 – Oficina Prática de Mapeamento de atores, planejamento e articulação local – 16/05

Dia 4 – Feminismos e Políticas Públicas – 23/05

Dia 5 – Novas práticas, novas trajetórias – 30/05

Dia 6 – Oficina Prática de Comunicação Oral, Audiovisual e Escrita – 06/06

Dia 7 – Sistema político brasileiro, candidatas, cotas e estratégias partidárias – 13/06

Dia 8 – Para além de São Paulo e região: a realidade do interior paulista – 27/06

Dia 9 – Advocacy e Mobilização Social. Fechamento e avaliação do curso – 04/07

Compartilhar: