Milhas pela Vida, o grupo que ajuda mulheres a ter acesso ao aborto legal

Compartilhar:
image_pdfPDF

Criado pela roteirista Juliana Reis em 2019, o grupojá ajudou mais de 250 mulheres a interromper legalmente a gestação, dentro e fora do Brasil

(IG Delas | 01/03/2021 | Por Paola Churchill)

Em 2020, foram feitos 1.657  abortos legais no Brasil pelo Sistema Único de Saúde (SUS), segundo dados do Ministério da Saúde. Contudo, nesse meio tempo, 300 mil mulheres foram parar no hospital e 1.800 morreram devidos a abortos inseguros ou feitos clandestinamente no país .

Um dos projetos que tenta contornar esse problema e ajudar mulheres no processo de interrupção da gestação de forma legalizada é o Milhas pela Vida.  Criado pela cineasta e roteirista Juliana Reis, 57 anos, em 15 meses de existência, a iniciativa já conseguiu ajudar 250 mulheres, dentre os 2100 pedidos de ajuda que já recebeu.

Acesse a matéria completa no site de origem.

Compartilhar: